A Madeira também bebe

A madeira – barricas – surge desta forma como a resposta natural para o armazenamento e transporte de vinhos, uma vez que a capacidade e resistência deixam de ser um problema, que basicamente se centra na evaporação que acontece quando o vinho aí é armazenado, fenómeno que é citado pelo povo ao afirmar que a madeira também bebe.

Claro está que a madeira transmite igualmente os seus sabores ao vinho, hoje e sempre tão apreciados em todo o mundo, senão mesmo valorizados. Esta é, como já se apercebeu, a origem dos vinhos com madeira de que você tanto gosta. Curioso não é?

A lógica indica-nos que, segundo a madeira escolhida para fazer as barricas assim é a sua influência no vinho, sendo as madeiras mais frequentes o carvalho francês e americano. As ditas barricas transmitem mais o seu cunho ao vinho, quanto mais jovens são, quanto mais tempo o vinho está aí armazenado, e, não menos importante, quanto menor a sua capacidade.

Está assim encontrada a resposta a esta questão, fomos busca-la à história…