Porquê ser membro do Clube do Vinho?

Temos a sorte de viver tempos de abundância e, nós, apreciadores de vinho, pudemos testemunhar uma enorme melhoria da qualidade da generalidade dos vinhos, e uma explosão na quantidade de produtores que bateram à porta do mercado com as suas mais do que muitas marcas. Até parece que as regiões de produção de vinhos se multiplicaram.

E os rótulos, meu Deus, que diversidade, uns atiram ao sóbrio e ao clássico, outros com soluções gráficas arrojadas, outros ainda com ideias únicas e sobra um lugar para aqueles que optam por “coisas” diferentes, com atitude e arrojo.

A verdade é que se por um lado se ganhou e muito, por outro, esta diversidade instalou a confusão dificultando a resposta à questão: que vinho compro para mim?

Claro que os três factores primários de decisão que pesam, são o Preço e a Região e, só bem depois disso o produtor, deixando de funcionar perante a diversidade de vinhos e de rótulos em cujas mãos sucumbe a curiosidade dos apreciadores mais afoitos.

O Clube do Vinho responde a todas estas questões, pois conhecendo a fundo o mercado e os produtores não se deixa baralhar pelos rótulos, vai directo aos vinhos que escolhe em casa de cada produtor. Além disso a qualidade de cada vinho está assegurada pelos seus experientes e exigentes enólogos do Clube do Vinho que diariamente pesquisam vinhos para escolher apenas os melhores.

Garantida que está a qualidade e a diversidade dos vinhos que o Clube do Vinho selecciona para si, para os seus sócios, pode assim cumprir com fidelidade aquela que é a sua missão: segredos partilhados entre amigos.Sim, porque o Clube do Vinho é um Clube de amigos.

Em jeito de conclusão se você é apreciador de vinhos, de bons vinhos do nosso país, e se gosta de se surpreender com vinhos e produtores de grande qualidade, com frequência arredados dos grandes circuitos comerciais, adira ao Clube do Vinho. As vantagens ficam todas do seu lado: o Clube do Vinho faz para si o trabalho de campo e até lhe entrega os vinhos de forma segura em casa, para si sobra o mais importante: o prazer da descoberta e o apreciar vinhos únicos variando nas suas opções e porventura constituindo uma cave invejável. Afinal há Clubes que valem a pena.